sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Porque as lâmpadas eletrônicas piscam mesmo desligadas?


Porque as lâmpadas eletrônicas piscam mesmo desligadas?

Não se preocupe, lâmpadas a gás piscam com descargas eletrostáticas que são induzidas na fiação. Por algum motivo ou influência de outra fiação que utiliza o mesmo eletroduto ou até mesmo por equipamentos elétricos nas proximidades.
Sabe-se que não são todas as marcas de lâmpadas que piscam e nem todas de um conjunto da mesma marca, mesmo com o interruptor desligado. Um cliente meu tem aproximadamente 25 lâmpadas eletrônicas compactas, mas só algumas piscam.
Observei que a qualidade da lâmpada influiencia, testei que no mesmo lugar onde a lâmpada piscava, uma de outra marca não piscou.
Como todo equipamento funciona com sua alimentação em duas forças ou fases ou uma fase e um neutro dentre outras, o ideal é que o eletricista se no caso a alimentação da casa for 110, ligue a força de chave na fase e a força de teto no neutro. Sendo assim  quando desligar o interruptor não estará alimentando os capacitores internos das lâmpadas, porque é deles que eventualmente vaza alguma descarga induzida ou não para a parte de vidro onde se encontram os gases, fazendo assim com que a pequena quantidade de energia que os capacitores liberam façam a lâmpada piscarem, mas no caso se a alimentação for 220 já não há muito o que se fazer a não ser quando for comprar novas lâmpadas observar e lembrar a marca das que você utilizou que não acontecia isto , então compre da mesma marca não sendo garantido que todas elas realmente não pisquem mas já é um fator de causa a menos neh, ou também pode-se interromper as duas fases o que não é muito praticável em uma instalação pois sai fora do cotidiano profissional e na minha opinião o fator piscar  não pede tamanho emprenho ou preocupação. Se a fiação da casa for muito antiga e desatualizada contrate um profissional para fazer a atualização e a reforma da parte elétrica pois assim também poderá influenciar neste fator sem falar que uma fiação antiga e obsoleta diminui significativamente a vida útil de todos os equipamentos elétricos ligados à ela.

6 comentários:

  1. Olá! lampadas eletronicas que piscam já virou uma dor de cabeça para nós eletricistas e motivo de piada e historias sobrenaturais na internet.Concordo com sua explicaçao e acrescento: tive que mudar minha instalaçao de entrada e trocar minhas lampadas por estas por motivo de economia . a distribuidora nao usa mais o aterramento no medidor pois ele agora fica no poste da rua a 5 metros de altura, mas eu mantive o meu aterramento anterior na varanda, feito por mim há 30 anos , com 2 mts de profundidade e bom material. as minhas lampadas nao piscam( a minha casa tem quase 80 anos e os eletrodutos ainda sao de ferro): já a casa do meu irmao, ao lado da minha e mais nova tem esse problema que as vezes perturba e incomoda,principalmente no quarto(dormir com aquelas piscadelas é dificil). estou propondo o aterramentro porque o dele nao existe e me ocorreu outro fato: a energia aquí oscila muito. Meus interruptores são dos anos 50 (lembra ? sao de alavanca e quando desligados mantem uma boa distancia entre os contatos). Os interruptores modernos têm uma distancia ínfima entre contatos quando desligados : uma variaçao repentina de tensao (cai de 90 a 120 volts e retorna em segundos) pode causar um transiente e uma centelha minuscula entre contatos causando o disparo rápido do multivibrador da lampada; e mesmo uma outra induçao sem a queda da rede poderia causar o mesmo efeito. já pensei em usar capacitores de +- 10 k entre retorno e neutro ou mesmo em paralelo com o interruptor para suprimir transientes ( mas isso pode piorar o fato ). farei mais testes e assim que tiver um resultado voltarei a informar. Por enquanto: retirem um fio do interruptor e mantenham afastado do outro durante a noite e vejam se a danadinha pára de piscar(Cuidado ao fazer isto, se nao for profissional ) .

    ResponderExcluir
  2. concordo com tudo menos que não dá pra fazer quando é 220 V. Aqui no DF o 220 é em apenas uma fase e usa um neutro, como o 110 V em SP. Por isso acredito que também funcionará se passarmos as fases para os interruptores

    ResponderExcluir
  3. Ja troquei as lâmpadas e não funcionou, e a casa não é tao velha assim, tem 17, no meu avô, que o apartamento de uns 30, e nunca foi trocado, não picam.
    Dizendo que não tenha nenhum problema na rede elétrica, isso diminui a vida útil da lâmpada?

    ResponderExcluir
  4. Esse problema é do projeto da lâmpada , mas os fabricantes não assumem. Ver os projetos básicos das lâmpadas no Site:http://www.feiradeciencias.com.br/sala15/15_37c.asp

    Na saída para a lâmpada o capacitor deve ser de pelo menos 3.3nF/1200V. Se utilizar capacitor de 500 ou 600V ele vai descarregar e piscar a lâmpada.

    Aqui na minha casa a tensão é 220V. Eu tive esse problema com a lâmpadas OSROM dentre outras marcas. Em resumo experimente a lâmpada da Philips.

    ResponderExcluir
  5. Nla minha casa algumas piscam, até a PHILIPPS que dizem ser a melhor e um detalhe os fabricantes dizem que duram anos aqui se passar dos 6 meses ja está sendo lucro. E consomem muito mais energia do que as antigas lanpadas fluorescentes

    ResponderExcluir
  6. tenho um abajur de toque,
    no quarto, que acende sempre que estou acendendo a luz da coinha, por que isso

    ResponderExcluir